terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Saudades antecipadas


Pois é...

Ando sentindo dores internas, tristezas pesadas. São saudades antecipadas, talvez tardias, não sei. Talvez eu esteja perdendo minha sanidade.

Perdi meu brilho? Extinguiu-se o meu sorriso? Levado pra longe, se foi meu coração? Não sei. Só sei que dói, e muito.

Saudades do que não tive, ou do que estava prestes a ter. Ou até, quem sabe, do que tive e não notei. Talvez eu nunca saberei. Não sei.

Só sei que dói...

sábado, 9 de janeiro de 2021

2021 é um grande Fusca Azul

 


O ano começou, eu fazendo duas lives no primeiro dia, uma no meu Twitch, outra no Instagram da CrashTV. Soltei um cover de Sealab 2021 na hora da passagem, no YouTube.

O ano começou frustrante e solitário pra mim. Pessoas se afastando, me ignorando, de repente. Talvez seja mesmo hora de dar uma sumida, mas, por anos... Saindo a vacina, é zarpar pro Japão. As pouquíssimas pessoas que sentirão a minha falta, eu manterei contato. Mas, o meu coração fica guardado aonde ninguém possa achar mais. Melhor assim.

A banda, tá uma incógnita, qual vai ser o futuro. Quando as coisas começam a ir bem, sai alguém, ou povo fica num desinteresse enorme. E o público esperando algo. E eu também, querendo mostrar algo. Mas é ruim quando só eu pareço querer que a banda cresça e dure por décadas. O objetivo era literalmente ter a banda como emprego fixo e único, podendo viver disso. Mas pra isso, era necessário todos se esforçarem.

Tô criando músicas, mas, sou o único da banda sem computador e sem interface de áudio, e sendo o único que está disposto a trabalhar 100% em cima das músicas.

Nos dias atuais, se demora mais de 3 dias pra lançar uma música a ver com algo que está em alta, você perde a chance da sua música ser ouvida. Ou você é veloz, ou fica pra trás. E o povo da banda age como se estivesse nos anos 70, que o mais rápido é demorar meses em cada música. Essa receita não funciona mais desde que vieram o MySpace e adjacentes. Com YouTube, Spotify, Deezer, iTunes, etc, se quiser ter relevância, precisa ser rápido pra gravar e lançar.

Se eu tivesse o computador e a interface de áudio (um computador com 32gb de ram mínimo, e uma Focusrite Scarlet resolviam demais), eu poderia lançar albuns semanalmente. Conheço minha capacidade e tenho agilidade com qualidade. Cansei de ser obrigado a esperar os outros. Duro é conseguir juntar dinheiro pra montar um pc, nessa época sem freelances por causa da pandemia.

Tentei até fazer uma vakinha online, mas, não cheguei nem em 3% do valor mínimo pra um pc básico.

Talvez a única solução seja eu botar uma muda de roupas na mala, power banks, o tripé, o celular e o violão, e cair no mundo, nômade, sem rumo, ganhando a vida tocando um som na rua, e viajando a pé pelo mundo. E ver aonde chego. E me livrar de todos meus sentimentos pelas pessoas.

Talvez seja isso...

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

Adeus 2020

 Ano de 2020 se acabando, e o mundo parado, achando que 2021 será melhor. Mas eu ainda acho que será pior, pois terá resultados dos problemas na economia causados pela pandemia este ano, então, é quando mais teremos que trabalhar pra consertar uma economia Mundial detonada...


Lógico que ninguém estará preparado para uma conversa dessa (muito menos eu).

Mas, relembrando de 2020... Ano que a banda tava crescendo loucamente é o mundo parou, vários shows cancelados (viajaríamos pelo Brasil, Ceará, Porto Alegre, Manaus, Rio de Janeiro, etc), e muitas Mudanças de planos pelo caminho.

Perda e troca de membros na banda, coração confuso que quase entreguei à uma pessoa errada, novas amizades improváveis, alguns retornos inimagináveis... Realmente foi um ano inesperado, em todos os sentidos.

Acabei me tornando parte da equipe de locutores da rádio Antena Zero, um dos apresentadores da CrashTV, voltei a criar músicas autorais (algumas exclusivas para um certa pessoa em especial!^^), quase desisti das lives, mas recebi mensagens que me trouxeram motivos para continuar.

Juro que eu jamais imaginaria que as minhas lives jogando e falando besteira, ou as minhas lives tocando músicas e falando de assuntos nerds aleatórios, poderiam melhorar a vida de outras pessoas. Quisera eu poder ver o sorriso de cada uma dessas pessoas que disseram que as ajudei de alguma forma. Houve gente que disse que eu era o que tirava essas pessoas da depressão, nas horas que eu postava algo ou estava ao vivo. Posso não ter um canal grande, nem ter milhares de espectadores, mas, os poucos seguidores que tenho, são fiéis seguidores de qualidade!^^


Criei roteiros e músicas, revivi velhos projetos e personagens, madruguei no karaokê... Foram tantas aventuras, mesmo saindo pouco de casa pra me proteger desta pandemia, que fica difícil dizer o que realmente eu vivi.

Por muitas vezes, desejei estar morto. A depressão continuou firme e forte, mas, tive alguém que, mesmo apenas online, me deu forças pra continuar. E seu sorriso me inspirou a criar novas letras de músicas. E suas lembranças me fizeram ter alguns momentos sorrindo também.

A distância é grande, mas, ela vive em meu coração. Espero que não seja só uma grande ilusão, como a maior parte das coisas acabaram se tornando na Minha vida. Foram 34 anos lutando e me estreando pelo caminho.

Ainda não consigo acreditar em todas as conquistas que realizei até hoje. Foram muitas, bem mais do que qualqiuer pessoa comum teria tido numa vida inteira. E mesmo assim, ainda sinto este vazio de não ter conseguido realizar meus maiores sonhos. Mas ainda estou lutando para chegar lá!


Voltei a ser meme, novamente, algumas vezes. A cada 2 ou 3 meses, volta a viralizar em algum lugar minha participação na Eliana, cantando Pegasus Fantasy. Às vezes, alguma foto ou frase minha viraliza. Mas, meu canal crescer, ou eu conseguir algum trabalho que tenha boa remuneração, que é bom, nada!

Financeiramente e emocionalmente, foi um ano como outro qualquer. Montanha russa de emoções, dificuldades financeiras e tudo mais.

Mas aquele sorriso continua me encantando... Quem sabe um dia, eu seja o motivo daquele lindo sorriso...

YATTA!

Bye-Q!^^

terça-feira, 22 de dezembro de 2020

E tudo poderia ter sido diferente


"...e aquele era o momento em que ela poderia ter tentado me convencer a ficar, mas, ela não o fez..."

Ela teve em suas mãos o poder. Se ela tivesse me pedido para ficar, eu ficava. Mas ela se calou. E com isso, me despedi, e parti, sem rumo, apenas a mochila com uma muda de roupas, um violão, sem destino, sem esperanças...

...e ela podia ter pedido pra eu ficar, que eu ficava, mas, ela não o fez...

terça-feira, 3 de novembro de 2020

Tempestades

Passo por muitas tempestades sozinho. Por muito tempo, senti falta de carinho. Não tive atenção das pessoas que gostei, e provei da solidão mais do que imaginei.

Hoje, muita gente sente um pouco do que sinto, devido à quarentena, e enlouquecem, furam mesmo à quarentena, fogem de cada regra... Mas, o louco ainda sou só eu. Eu, que aguentei firme por muito mais do que os outros, e sou chamado de fraco.


Ainda sou o "cara mais alegre", mesmo destruído por dentro.

Mas, continuo focado, e lutando pelos meus sonhos e objetivos. Pandemia mundial, em cada canto, um Lockdown. Mas, ainda estou lutando. Sozinho...

sábado, 25 de julho de 2020

Novos trabalhos

Não vou sair espalhando tudo que estou fazendo, afinal, olho gordo tem pra todo lado, e o que mais tem é gente querendo me passar a perna ou me ferrar pelo caminho.


Antigas parcerias dando frutos, novas parcerias surgindo, forças unidas crescendo juntas. As coisas acontecendo como tinha que ser. E quem tá comigo, está fazendo acontecer!

Sou criticado, mal falado pelas costas por gente que se diz "amigo", mas, isso é consequência de se trabalhar no mundo da cultura e entretenimento. Às vezes, alguém que você admirava, tinha amizade até, podia estar apenas com inveja de você, se sentindo ameaçado por você de alguma forma. Isso acaba se mostrando um sinal de que você está fazendo a coisa certa, por mais que doa descobrir que as pessoas em quem você confiava não mereciam a sua confiança.


Ninguém está na sua pele, além de você mesmo. Infelizmente, por isso, as críticas sempre virão como bombas, mesmo de quem está do seu lado.

Você pode estar fazendo o seu melhor, que sempre vão falar que você não fez nem o mínimo direito. E ainda vou te dar bronca por você não ter feito algo voluntário, pros outros crescerem ao invés de você crescer. Não haverá aqueles que vão querer que você pense primeiro neles e depois em você, que eles deveriam crescer primeiro para depois eles te puxarem e você ficar em dívida com eles, ao invés de você ser ajudado a crescer e poder ajudar eles de volta. Haverá gente que vai se mostrar surpresa quando você falar o mesmo que você disse muitas e muitas vezes, como se ela nunca tivesse ouvido antes, como por exemplo sobre o fato da banda ser meu ganha pão principal, e essas mesmas pessoas ficarem falando o tempo todo que é para você focar na banda só depois que o outro grupo ou outro projeto já estiver no topo daqui a muitos anos, porque aí a banda poderia começar de verdade.

Os boletos não vão esperar 20 ou 30 anos para começarem a ser pagos. Eu já estou no mundo da música há mais de 20 anos, já era para ter sido algum fruto, então não adianta eu me focar em outra coisa para só mais para frente realmente focar nisso.

Sou ator e músico, sou diretor e dublador, Por que raios eu deveria deixar só para muito lá na frente começar, se eu já poderia estar fazendo muito mais agora?


Admito que a ansiedade anda atacando direto, a depressão me segura ao máximo no meu quarto, mas, eu estou lutando o quanto posso. Ter conseguido chegar aonde cheguei, e estar em três programas da Rádio antenAZero ao mesmo tempo, não foi à toa, foi fruto do meu esforço, de eu não desistir no caminho com toda hora as pessoas diziam para eu fazer.

Em vários momentos eu falava demais de certos grupos e me pediram para não falar, e esses mesmos grupos sempre me menosprezavam, falavam que eu não uso divulgava, mesmo eu divulgando mais eles do que a mim mesmo em lugares aonde eu deveria estar me divulgando. Não ter nenhum reconhecimento me desanima, e ainda assim eu sou jogado como uma espécie de vilão na história, mas ainda assim eu tento falar positivamente sobre essas pessoas quando me perguntam, então, tenho a consciência limpa, Apesar de que eu deveria ser neutro e não falar nada sobre a existência dessas outras pessoas, destes outros grupos.


Acho que eu só estou desabafando aqui porque eu sei que dificilmente alguém entraria para ler, Ainda mais que eu não divulgo esse blog. Já fui tanto atacado na vida, muitas vezes sem motivo algum, e na maioria das vezes porque as pessoas não entendiam meu lado e nem queriam entender. Só sei que eu ainda estou dando apoio, Tanto para quem me ajuda quanto para Quem finge que me ajuda, porque tudo que eu posso oferecer é o que eu tenho, que ainda é positivo.

Para mim, nenhum esforço é em vão. Por mais que algumas pessoas que eu ajudei e apoiei estejam me prejudicando de alguma forma eu não vou atacar de volta como elas tanto esperam que eu faça.

Yatta

Bye-Q!

domingo, 19 de julho de 2020

2020 O Ano das Altas Emoções

Por pior que esteja o ano, pro mundo todo, graças à pandemia mundial e quarentenas rolando pra todo lado, é difícil definir o quê, de fato, é bom ou ruim.

Muitas emoções, boas e ruins, rolando por dentro.

Amizades se desfazendo, amizades novas nascendo, brigas por besteira. Vejo o mundo virando do avesso. E pessoas que eu apoiava, e defendia, pisando em mim, ignorando, de vez em quando cobrando de forma negativa, e me jogando pra baixo, pra me fazer sentir culpa. Gaslighting não é brincadeira, e nem coisa de gente decente.


Me apaixonei e me arrependi, me destruí e me reergui. Não consigo mais usar minha voz, a amigdalite vem e vai, toda hora indo pra hospital por este e outros motivos, e com certeza, sendo odiado por gente que eu admirava e apoiava. Sinceramente, ficar do lado de amigos que esperam me ver ruir e despedaçar, não é nada legal. E, atualmente, minha vida tem sido ficar deitado na cama, e no máximo escrevendo letras de músicas que jamais vou lançar, poesias que jamais vou mostrar, planos e projetos que talvez vou engavetar.

De um lado, o "meu público", povo que se diz serem "meus fãs", me reconhecendo como "nosso prefeito Lírio Roxo", e do outro, ser parte do grupo que me trouxe o personagem, achando que eu não os divulgo. É bem contraditório. Mas, fazer o quê? Todo canto que vou, falo dos Ministros do Riso, falo da banda Arigatões, falo do Toninho do Diabo... São coisas que fazem parte da minha vida, e que eu faço parte, e me esforço como posso.

Meu celular não tá gravando direito áudio, e toda hora dá problema por falta de espaço no HD interno, mas, até dá pra fazer live direto do Ps4 jogando algum jogo. Basicamente, se for pra gravar o meu áudio, tem que ser por celular de terceiros, ou mesmo em computador de terceiros. E povo acha que é frescura minha.

O egoísmo dos seres humanos, o desapego emocional, essa falta de empatia e de compreensão, só me fazem ter cada vez menos confiança de que a humanidade tenha alguma salvação.

Meus planos de trabalhar como apresentador em tv, ou voltar a atuar, estão sempre sendo sabotados por pessoas próximas. Não adianta nada eu me esforçar, se as pessoas que Poderiam me ajudar preferem passar a perna por exemplo. Sinto falta de poder fazer alguma coisa, já que eu estou sem câmera e sem computador, e tudo que eu tenho para usar com material de trabalho é o meu próprio celular que não tem espaço nem para uma simples foto. Fazer um vídeo live streaming pelo celular, toda hora acaba caindo, e mesmo assim eu continuo tentando. Ultimamente, a opção que realmente acabou sendo a melhor, foi fazer conferência de vídeo por um aplicativo de chamadas em grupos, e uma das pessoas gravar tudo, e editar por mim, para que eu possa ter material...


É curioso que, 2 dias depois do meu aniversário esse ano, veio a falecer um dos meus maiores Ídolos, grande Zé do Caixão, que acabou sendo motivo para eu reencontrar algumas velhas amizades, e até retomar contato com algumas pessoas com quem eu não falava há alguns anos.

O Toninho do Diabo veio com novos projetos, está tentando me ajudar ao máximo com trabalhos e projetos possíveis, seja com televisão ou cinema, e até mesmo em rádio. Pessoas que diziam que iam ajudar com essas coisas, chegam até a dizer que tentaram me ajudar, sem terem feito, e ficam esfregando na minha cara que estão conseguindo coisas que eu não consigo sozinho, parecendo que tem o intuito de me deixar para baixo mesmo.

Já fazia um tempo que eu não desabafava assim publicamente, mesmo que o meu blog praticamente nem seja lido por ninguém, no máximo por um ou dois amigos próximos. Durante o ano passado e este ano de 2020, eu cheguei a fazer algumas tentativas de suicídio, sem avisar ninguém, sem nem ameaçar, apenas tentei, e por ele estar vivo já mostro que não consegui. Por dentro a dor é grande, a frustração é enorme, e ainda assim tem muita gente tentando me derrubar o tempo todo.

Poucas pessoas realmente se preocupam comigo, e demonstram isso, algumas até que eu nem esperava, enquanto Pessoas que diziam ser amigos, pelas costas apenas ignoram, ou até passam a perna... muita gente me decepcionou profundamente, e mesmo assim, eu Estou perdoando, mas com muita dificuldade algum dia acabarei voltando a confiar. Eu nem tenho vida amorosa há tantos anos, não consigo confiar em ninguém o suficiente para ter algo sério, mas já me apareceram opções interessantes, mas ainda assim, não consigo.


A turma que fez o crossover entre canais do YouTube sobre cinema, videogames e quadrinhos, se uniu à mim, Estamos fazendo gravações de vídeo chamada, para cada um dos canais participantes, e assim todos crescemos juntos, ao invés de acontecer como em grupos em que tem muita gente e apenas três ou quatro fazem algo, e ainda assim brigam entre si. Nesta turma, as pessoas realmente se tratam bem e com respeito, e isso me chamou muito mais atenção ultimamente, porque são pessoas que estão me apoiando bastante, e uns estão ajudando os outros, Independente de quem tem mais acessos, mais contatos, mais conhecimento, etc. Estamos todos nos tratando como iguais, a invés de um ficar esperando os outros virem atrás, e coisas do tipo.

Eu gosto bastante do fato de, com todos trabalhando para crescer, Ninguém está tentando passar a perna um no outro, e sim, todos se ajudando a crescer.

Eu sou um tipo de nômade, por não ter uma turma fixa, e sim, estar em todo lugar, até quando não estou em lugar nenhum.

Mesmo com todas as dificuldades, estou tentando fazer a minha banda crescer, já que ela é minha fonte de renda e objetivo de vida, assim como também continua divulgando e quando possível participando das atividades dos Ministros do Riso ( mesmo eu sentindo que não sou grande coisa, que não consigo ser minimamente bom suficiente para o grupo), e até ajudando as pessoas próximas, como a minha amiga que acabou de ter uma filha e está cuidando dela sozinha, já que não é casada, tentando animar uma amiga minha depressiva bipolar que mora sozinha longe do resto da família e tem tendência suicida, fazendo o que posso para ajudar nos projetos dos meus amigos vivo como o Toninho do Diabo que agora acaba de estrear um programa na rádio Antena zero, etc.


Eu queria me sentir útil, mas, minha ansiedade está no pico, minha depressão está pesada... Voltei a ter ataques de pânico, mas, quem se importa? Se eu não estou fazendo nada que seja útil pra elas, as pessoas me abandonam muito facilmente.

Eu odeio ser cobrado com muita pressão, e também odeio ser esquecido, e a pena ser lembrado quando as pessoas precisam de algum favor. Mas parece que eu Só sirvo para isso mesmo.

Eu queria pelo menos um pouco nessa vida me sentir bem, e estar com quem se sinta bem comigo.

Mas... deixa pra lá...

Play Asia

Porta Curtas - Curta do Mês

De onde as pessoas lêem o blog!

Desenho do Mês

░░░░░░░░░░░░░███▓░░░░░░░░░░░
░░░░░░░░░░░██▒▒▒▒██░░░░░░░░░
░░░░░░░░░██▒▒▒▒▒▒▒▒█░░░░░░░░
░░░░░░░██▓▓▓▒▓▒▒▒▒▒█░░░░░░░░
░░░░░░█▓▓▓▓▓▓▒▓▒▒▒▒▒▓░░░░░░░
░░░░░█▓▓▓▓▓▓▓▓▒▓▒▒▒▒█░░░░░░░
░░░░░█▓▓▓▓▓▓▓▒▓▒▓▒▒▒███░░░░░
░░░░░█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓░░░░█░░░░
░░░░░░▓▓███▓▓▓▓▓▓░░░░██░░░░░
░░░░░░█▓▓▓▓▓▓▓███▓▓██░░░░░░░
░░░░░░██████████░█▒██░░░░░░░
░░░░░░██████████▒█░█░░░░░░░░
░░░░░░░█████████▒█░░▒░░░░░░░
░░░░░░░▓███████▓▒░░█░░░░░░░░
░░░░░░░░▓████▓▒▒▒▒▒█░░░░░░░░
░░░░░▓████▓▓▓██▓▓█▓░░░░░░░░░
░░░▓█▒▒▒▒▒███▒▒██░░░░░░░░░░░
░░▓▒▓▒▒▒▒▒▒▒██▓█░█▓░░░░░░░░░
░░█▓▒▓▒▓▒▓▒██▓█▒░░░█░░░░░░░░
░█▓▓██▓▒▓▒█▓▓▓█▒░░█░█░░██▓░░
░███░░█▓▓▓█▓▓▓█▒▒█░░░██░░░█░
█░▓▓██████▒▒▒▒█▒█▒░░░█▒░░░█░

Publicidade